27 setembro 2012

My favorite vacation - 2° Temporada - Capitulo 19


Elas me amam.

Acordei sentindo uma leve brisa de ar gelado que vinha da janela - entreaberta -  raios de sol passando por ela, fazendo com que meus olhos se fechassem rapidamente, um calor debaixo do cobertor fez com que eu me mexesse na cama, sentindo o corpo quente  - fervendo - de Anne se chocar com o meu, abri meus olhos lentamente por conta da luz dos raios de sol que entravam no quarto. Olhei o quarto ao meu redor, que precisaria de uma bela faxina, haviam roupas e sapatos jogados, espalhados pelo quarto todo, fora a cama toda bagunçada, devido a noite passada.

Me apertei ao corpo quente de Anne, querendo dormir mais um pouco, mas seria impossivel, já que os raios de luz não deixariam, levantei-me na intenção de fechar as cortinas, mas um pequeno incidente no meio do caminho - um sapato enorme, ou seja o meu, no meio do quarto, e uma visão ainda meio embaçada por ter acabado de acordar, com isso tropecei no mesmo, dando algumas cambaleadas para frente, derrubando o abajur que havia em cima da escrivaninha - fez com que um barulho enorme fizesse um eco pelo quarto.
Anne - Jus... - ouvi sua voz atrás de mim. Vire-me encontrando seu par de olhos azuis, estreitos pela claridade. Terminei de fazer oque eu queria rapidamente, deixando o quarto em uma iluminação boa de dormir, e imediatamente voltei para a cama.

Eu - Desculpa, sou desastrado. - voltei a me deitar do seu lado, agora abraçando seu corpo.
Anne - Bem vindo ao time. - ela brincou rindo em seguida, esticando seu corpo, espreguiçando-se, deixando que seu belo par de langerie violeta ficasse a mostra, acendendo meu desejo pelo seu corpo, por ela.  - É hoje. - ela sorriu virando-se para mim, tirando-me de meus pensamentos maliciosos.
Eu - Oque? - perguntei franzindo o cenho.
Anne - É hoje que todos vão saber do nosso amor. - disse sorrindo, mas ao mesmo tempo tentando não parecer medrosa.
Eu - Está com medo? - disse apoiando minha cabeça sobre minha mão, para vê-la melhor.
Anne - Sim... quer dizer, não sei. - ela riu pelo nariz. - Eu só espero que dê tudo certo, as coisas não estão querendo colaborar comigo, até mesmo com agente. Digo tem sempre um obstaculo, eu sinceramente já estou ficando cansada. - suspirou encarando meus olhos.
Eu - Vai dar tudo certo. - afirmei antes de continuar - Esses obstaculos não são nada comparado ao nosso amor, Ann, as vezes Deus faz isso, pra que possamos aprender alguma lição, para pagar algo que agente fez de errado no passado, mas sabe de uma coisa, Ele é bom, Ele sabe oque faz, e no final Ele te recompensa por tudo. - disse acariciando seu rosto com o polegar.
Anne - Eu só espero que á hora de Ele me recompensar esteje perto... - ela sorru - Sério Jus, eu quero muito que chegue a hora de eu ser feliz de verdade...
Eu - Você não é feliz? - perguntei rapidamente, curioso.
Anne - Não quis dizer isso, eu to falando... eu sou feliz Jus, mas sabe... falta algo. - ela suspirou me olhando profundamente, suspirei no mesmo tom, entendendo oque ela quis dizer. - Entende??
Eu - Sim, eu entendo. - concordei meio derrotado - Vem aqui. - a puxei para mais perto. - Ann, eu fiz uma promessa a mim mesmo.
Anne - Oque? - ela disse afastando o rosto para encontrar meus olhos.
Eu - Eu prometi a mim mesmo, te fazer a mulher mais feliz do mundo. - ela sorriu em seguida riu de um jeito meigo, fofo e timido.
Anne - Sério? - disse sorrindo, acenti sorrindo - Não precisa de uma promessas dessas pra me ver fazer feliz, porque eu já sou feliz com você, só de acordar todos os dias sabendo que se eu estiver mal, se eu estiver quebrada, eu sei ... sei que vou ter você para levantar o meu humor, alias, só de saber que você tá bem, automaticamente eu já fico bem... - a interrompi com um beijo.

Anne P.O.V

Fiquei meio supresa por Justin me calar com um beijo. Seus braços me envolvem, apertando-me com força contra seu peito. Seu corpo amena tanto amor, tanta reverência, que fecho os olhos e me afundo nele. Afundo na sensação de seu toque, de seus lábios encontrando os meus, fico perdida no sentimento maravilhoso, flutuante e leve de estar com ele. É como deslixar entre as nuvens, surfar em arco-íris - somos a prova de gravidade sem fronteiras. Estamos enlaçados em um beijo tão comovente e prolongado que não conseguimos mais parar.

Desgrudo nossos lábios ainda meio anestesiada com a sensação que os lábios dele me provoca, seus olhos caramelados encontram os meus, me causando aquele calor, e então ele sorri, e posso dizer que quando isso acontece, é como se eu esquece-se do mundo, como se todos não existissem. Seu sorriso ilumina o meu dia, não importa o que tenha acontecido, quando ele sorri a sensação é essa, tudo parece melhor.
Justin - Que foi? - ele perguntou sorrindo.
Eu - Oque foi oque? - rimos.
Justin - Você tá me olhando com uma cara... - ele acariciou meu rosto.
Eu - Ah, é que eu gosto quando você sorri. - sorri vendo ele sorrir.
Justin - sorrindo - É o efeito Winchester sobre mim. - ele disse com cara de lerdo , fazendo com que eu risse.
Eu - Ah como você é idiota. - disse rindo.
Justin - Seu idiota né?
Eu - Meu? - sorri
Justin - Só seu... - deu-me um selinho rápido - Vem, vamos tomar banho, quero ver nossa revista. - ele disse animado me puxando da cama.

[...]

Sai do banheiro rindo, depois de tanto que o Bieber ficou fazendo graça no chuveiro. Fui até o closet ver se tinha alguma roupa decente minha aqui nessa casa, olhei todos os lados, gavetas, prateleiras e nada, otimo.

Sai de lá frustada, estressada, soltando fogos pela orelha, encontrando o Justin saindo do banheiro, mexendo no cabelo molhado, um tanto sexy.

Justin - Que foi? - perguntou ainda mexendo no cabelo, agora secando com outra toalha.
Eu - emburrada - Não tem nenhuma roupa minha aqui. - cruzei os braços sentando na cama.
Justin - rindo - Já olhou naquela comôda? - apontou para a mesma que se encontrava perto da parede, uma comôda branca, meio rustica,  muito linda. Sorri e levantei-me caminhando até ela, abri a primeira gaveta, dando de cara com algumas roupas minhas. - Eu não entendo esse tempo... - ouvi ele dizer do closet - Ontem estava quente, ai hoje... amanhece esse frio do caralho. - resmungou.
Eu - Olha a boca menino. - falei rindo enquanto pegava escolhia uma roupa - Ah, eu já estou acostumada, no Brasil era assim... um dia frio, outro quente.
Justin - Eu lembro quando eu fui pra lá... tava muito quente que até passei mal, mas ai teve um dia que amanheceu frio e chovendo... coisa de louco.
Eu - rindo - Mas tem uma coisa que eu não me acostumei.
Justin - Oque?
Eu - Com o frio que aqui faz. - ele riu.
Justin - Você não viu nada, no Canadá é pior. - comentou saindo do closet apenas de calça jeans.
Eu - Que saudades de lá, será que agente pode passar as férias lá? - disse vestindo a calça.
Justin - Claro, eu adoraria. Sabe, lá é tranquilo... sem paparazzis por todo lado. Vida normal. - comentou indo até o banheiro.
Eu - Bieber, bieber. - o som da minha voz foi abafado pelo som do secador de cabelo. Terminei de vestir minha roupa fui até o banheiro arrumar meu cabelo. Justin deu um pequeno pulo ao me ver, apenas ri fraco pelo susto dele e peguei dois grampos no armario, fiz duas tranças na minha franja enorme e coloquei elas para trás, depois voltei ao quarto e coloquei meu casaco e meu cachecol, vesti minha bota e pronto, só falta o perfume, e como eu não to com o meu aqui, fui até o banheiro e passei o do Justin mesmo.


 Voltei para o quarto e fiquei esperando o Justin, sentanda na cama, peguei meu celular e fiquei mexendo, mandei algumas mensagens para as meninas, depois mandei para mais algumas pessoas, tentei não pensar no que Justin havia me contado ontem, cara... meu sonho, eu tava grávida, agora eu me pergunto, porque essas coisas acontecem comigo? Eu só espero conseguir ter um filho, poder dar esse presente ao Justin, eu sei o quanto ele queria, pois se ele não quisesse, não teria chorado tanto comigo ontem,  respirei fundo tentando esquecer isso, preciso da minha mãe, dos braços dela, dos conselhos, dela me confortando. Suspirei novamente balançando a cabeça pra esquecer esses pensamentos. Justin passou do banheiro para o closet e pude sentir seu olhar rapido em mim, alguns minutos depois ele saiu do closet mexendo no cabelo, já arrumando e cheiroso.


Justin - Tá tudo bem? - ele sentou-se do meu lado.
Eu - Ér, sim. Vamos? - levantei-me antes que ele prolongasse o assunto. Peguei meus oculos de sol por conta dos meus olhos ainda meio inchados e ouvi passos atrás de mim, sai do quarto em direção as escadas, desci a mesma com calma indo até a cozinha. - Não tem nada pra comer?
Justin - Não, vamos passar no Starbrucks, vem... - ele esticou a mão, segurei a mesma com um sorriso no canto dos lábios, saimos de casa em direção ao carro dele, ele abriu a porta pra mim, entrei em seguida ele entrou, dando partida no carro em seguida. Uma coisa que eu não consigo, é entrar dentro de um carro e não ligar o rádio, eu vivo de música, sem música, sem vida. Deixei na rádio que tocava Boyfriend, Justin sorriu de canto, enquanto eu cantarolava.

Depois de alguns minutos paramos o carro em frente ao Starbrucks. Justin pediu que eu esperasse no carro enquanto ele pegava as coisas para comer, fiquei distraida ouvindo música, até sentir uma pequena vibração na minha bunda, ou seja, meu celular. Peguei o mesmo e havia 4 mensagens. Olhei a primeira, era da Bia...

''Eai cachorra, como é que você tá? Eu to com saudades, mas não conta pra ninguem, vê se aparece por aqui, é sério, precisamos sair... ah, culpa da Lu, estou viciada na sua música, aquela... The middle, é simplesmente perfeita'' - Ri com aquela sms e respondi.

''Desculpa Bia, as coisas andam agitadas, precisamos nos encontrar, tenho coisas para conversar com vocês, preciso de colo e abraços apertados, ei, não se preocupem, se tiver um tempo visito vocês ou slá, antes de sair para viagem. MINHA FILHA, EU SOU FODA, CLARO QUE MINHA MÚSICA TAMBÉM É.'' - ri daquilo e fui ver a proxima mensagem, era da Luana. É muito amor dessas vadias.

''Qual é? Me esqueceu? Bom dia pra ti, será que tem como me arranjar ingressos para Believe tour? É sério, estou anciosa, pelo menos recompensaria o tempo perdido que agente tá passando separadas... '' - interesseira, pensei rindo e respondi:

''Vê com a Bia para vocês dormirem na minha casa, desculpa se não tenho falado muito ou até mesmo ligado pra vocês, mas precisamos conversar, como disse para bia, preciso de colo e abraços de vocês, ok? E sim, vou arranjar os ingressos.''

Havia mais duas mensagens, uma do Rob.
''Ei, tá tudo bem? Você dormiu na casa do Justin e bem, eu fiquei meio preocupado''

''Rob, não se preocupe, estou bem, conversamos em casa.... ah, e Bom dia bebê(:'

Me surpreendi quando vi a outra mensagem, bom, pelo menos fiquei supresa já que não falo com Niall a uns dias, nós viramos amigos, tipo, muito amigos, e bom... eu não dei explicação com meu sumiço. Abri a mensagem, meio com medo.

''Bom dia Anne, desculpa mandar mensagem uma horas dessas, mas é que você sumiu, você e Justin sumiram, Demi me contou tudo, ela me disse oque houve com você e bem eu sinto muito por tudo, podemos nos ver? Ainda somos amigos né?''

Por um instante, digo a uns dias atrás eu achei que Niall estivesse afim de mim, talvez fosse apenas impressão, mas ele era tão fofo, e sempre me elogiava, um verdadeiro amor, e cá entre nós, se eu não estivesse namorando, apaixonada pelo Justin, acho que meu primeiro alvo, seria ele...

''Oi Nialler, está tudo bem, vou tirar um tempo pra encontrar com você, ok? E claro que somos amigos, seu bobinho''

Suspirei aliviada por não me preocupar mais com certas coisas, observei a movimentação lá fora, carros passando, pessoas caminhando pela rua, tempo fechado, fracos raios de sol passando pelas brechas das nuvens, levei meu olhar até uma banca de jornal que havia do outro lado da rua, do lado do Starbrucks, o homem havia acabado de abrir, ele tinha uma caixa de papelão nas mãos, observei atentamente quando ele abriu a caixa, tirou o pacote e o plastico, e organizou as revistas na prateleira da frente, estreitei os olhos para enxergar melhor, foi quando eu percebi que a capa era minha e do Justin, sim... nossa revista. Vogue, namoro, Justin e eu.

Tirei o cinto rapidamente abrindo a porta do carro em seguida, dei a volta no carro parando em frente a ele, olhei para os dois lados da rua antes de atravessar, suspirei impaciente esperando os dois carros que estavam passando, assim que eles passaram sai correndo em direção a banca, parando em frente a mesma e pegando uma revista na mão. Olhei a capa e cara, to surtando. Respirei fundo controlando minha respiração acelerada.
Eu - Moço, quanto é? - disse animada.
xxx - 5 dolares. - disse gentilmente.
Eu - Vou levar. - entreguei a ele dez dolares que havia no meu bolso. - Fica com o troco. - disse sorrindo animada, ele me olhou perplexo e apenas dei de ombros abrindo a revista. Foi até eu ouvir uns cochichos, uma falação, olhei para o lado e havia um grupo de garotas me obsevando, quando elas deram conta de quem eu era, me olharam perplexas, sem acreditar.
xxx - Anne, eu pedi pra esperar no carro. - ouvi uma voz tanto familiar atrás de mim, me virei rapidamente e Justin com cara de bravo, com dois sacos pequenos na mão. Ouvi uma gritaria e voltei meu olhar para as garotas que agora estavam começando a correr, por impulso corri também, não de medo... tá medo, mas é claro, imagina se elas decidem passar por cima de mim. Justin veio até mim, pegando minha mão com muita pressa, em seguida corremos até o carro, ele destravou o mesmo e assim que entrei ele deu partida rapidamente, estamos sem seguranças, e havia uma duzia de garotas, ou até mais, completamente euforicas. Assim que Justin andou um pouco com o carro, começamos a rir descontroladamente, foi engraçado.
Eu - Ah meu Deus. - disse ainda rindo muito.
Justin - Você é louca. - ele disse parando de rir, me entregando os pacotes com os cafés e acho que havia salgados.
Eu - Eu não me controlei, precisava comprar isso. - disse levantando a revista a altura do seu olhar.
Justin - Tudo isso, por causa da nossa revista, Anne... você é doida, vamos ganhar uma versão exclusiva, é só pedir.
Eu - dando de ombros - Precisava ver. - ele riu.
Justin - parando de rir - Dá meu café? - ele pediu sem desviar o olhar do trânsito, entreguei a ele um dos cafés e peguei um para mim, bebendo em seguida, fazendo com que minha garganta arranhase com aquele liquido quente. Ignorei aquela pequena dor, e continuei bebendo, aquilo estava me aquecendo. -
Eu - Está pronto para viajar pelo mundo novamente? - perguntei puxando assunto.
Justin - ele sorriu - Sempre estou pronto. - me olhou brevemente - E você, pronta?
Eu - Com um friozinho na barriga, mas sim. - sorri bebendo meu café em seguida.

Algumas horas depois.... Atlanta, 17h38.

Estavamos na casa do Scotter, Justin estava parado de frente ao notebook, encarando aquela tela a um bom tempo, enquanto eu apenas estava do seu lado, com o Iphone na mão, no meu twitter, estava um caos, digo, muitas fãs declarando o fim do mundo, qualé, é apenas um namoro. Observei Justin sair da conta dele, e entrar em outra conta, acho que sua contra mais privada, ele começou a conversar com várias fãs, me aproximei vendo melhor.
Eu - É um fã clube? - sorri de canto.
Justin - Uhum.
Eu - Porque você tem um fã clube pra você mesmo? - ele riu fraco.
Justin - Pra espiar minhas fãs. - disse rindo.
Eu - E como elas estão? - perguntei tentando não mostrar medo, na minha voz. Ele não respondeu, então me aproximei lendo alguns tweets. - Nossa, essa menina me ama né... - disse irônica.
Justin - dando meio riso - Ignora isso Ann, alias não olha. - ele tentou me afastar com um braço.
Eu - Não, eu quero ver. - abaixei seu braço, lendo mais alguns tweets. Engoli seco, vendo que várias garotas ali estavam me odiando, tentei não parecer frágil ao ler aquilo, mas é que na verdade dói.
Scotter - Eai, como tá ai? - ele disse surgindo na sala.
Eu - Elas me amam. - disse irônica.
Justin - me ignorando - A maioria está aceitando bem, mas tem umas que... - ele suspirou visivelmente triste.
Scotter - Você sabia que ia ser assim.
Justin - Eu sei, eu sei. Não precisa me lembrar...  - disse sem olha-lo, apenas encarando o computador.
Scotter - E os seus fãs Anne?
Eu - Ainda não consegui ver, tem muitas Beliebers nas minhas mentions. - disse quase nervosa, Justin me olhou fundo, eu sabia que ele estava triste com certas Beliebers, respirei fundo e me abracei ao seu braço. - Ei, não fica assim não.
Justin - Está nervosa. - afirmou.
Eu - Não, eu só estou meio assustada, eu sabia que ia ser assim, mas eu não imaginava como eu reagiria, ei... eu não as culpo, sei como elas estão, sei o sentimento de cada uma. Dê um tempo á elas...
Scotter - Ela tem razão, elas precisam de um tempo pra aceitar tudo. - Justin suspirou e passou um braço pelo meu ombro, e saiu de sua conta privada, entrando na oficial. Ele digitou algum tweet e saiu em seguida. Peguei meu Iphone para ver oque ele havia twittado.


I told you today how much I love you? And I'll always be here? You guys don't need worry, I love you.
(Eu disse hoje o quanto eu amo vocês? E que vou estar sempre aqui? Vocês não precisam se preocupar, eu te amo.)

Ele é simplesmente perfeito, não é?




~ continua ~

Oi lindas, como vocês estão? 
Não postei ontem, porque eu estava morta de preguiça e sem cap. pronto.
Ah, gente... não sei oque á de errado comigo, estou tão sensivel hoje.
Perdemos nossa irmãzinha, nosso anjinho, nossa Belieber favorita. A OLLG mais linda do mundo, a namorada do Justin que eu nunca tive ciumes, e depois esposa também. 
Eu estava na escola, e decidi olhar o twitter, bom, lá as pessoas estavam falando dela... ai eu fiquei confusa, foi quando eu vi um tweet, falando pra ela descançar em paz, eu sinceramente... não acreditei. Não acredito até agora, eu imaginei, como será que ficou a familia dela, doeu, porque eles devem estar sentindo uma dor enorme, eu quis chorar, mas segurei. Depois imaginei a reação do Justin quando ele recebeu a noticia, e velho... Chorei.
E quando ele se pronunciou no twitter, ai meu coração disparou. Me deu uma vontade imensa de sair correndo, fazer de tudo, pegar qualquer avião, o primeiro que estivesse indo decolar, qualquer coisa para poder abraçar ele. Porque sei o quanto ele deve estar precisando. 
Então eu fiz oque muitas fizeram, eu orei de noite, só Deus sabe o quanto eu chorei pedindo pra Ele acalmar o coração da familia dela, o coração do Justin, até mesmo os nossos corações. 
Justin tuitou: "O pensamento de não vê-la está me matando. Não, eu não posso, eu sei que eu devo ser forte, mas deixe-me chorar" e apagou :(
E hoje eu não acordei bem, mas também não só por causa disso, por outras coisas também...
E Sabe o que tá me matando ? É saber que não vou ver mais 'beijinhos' entre o Justin e a Avalanna. É saber que não vou poder mais ver o Justin brincando com ela. É saber que não vai mais haver qualquer troca de carinho entre eles. Sabe oque me matando mais ainda ? É ter a noção que ele tá acabado agora,que ele está sentindo uma dor horrível no coração,que ele está precisando de um abraço forte e amoroso,eu sei disso e não posso fazer nada. Nós sabíamos,de alguma forma,que esse dia iria chegar,por mais doloroso que seja,A GENTE SABIA,e está doendo muito mais,do que eu imaginei.
De uma coisa nós sabemos, Avalanna, sempre vai estar em nossos corações, e toda vez que eu olhar para o céu, vou pensar nela... Agora ela é um anjinho, nosso eterno anjinho. Deus sabe oque faz, e se ele prefiriu assim, que assim seja.... Sentiremos falta dela.

Impossivel não chorar. ): 
Já viram a foto que o Jus postou no insta? Uma foto do céu, com a legenda ''I miss u'' ):
Droga, to chorando.

7 comentários:

  1. Awn,que capítulo mais fofo >< Continua logo :3
    E cara,perdemos nossa princesa =(
    Eu to mal pra caralho,eu to tão sensível que se falarem o nome "Avalanna" eu já choro. Imagina como tá a família dela nesse momento? E o Justin? Eu não aguento ver o Justin tuitando e postando fotos. Ver que ele tá super mal automaticamente eu fico pior do que já estou. E olha eu chorando novamente. RIP Avalanna.
    Avalanna our angel <3 Mrs.Bieber <3
    Mas vamos ser fortes certo? Pois eu sei que agente consegue,vamos apoiar o Justin ao máximo, nesse momento ele precisa da gente. Enfim, eu amei esse capítulo ta super meigo,fofo e etc :3
    Continua lindona.
    @1beliebernormal

    ResponderExcluir
  2. o Justin postou uma foto no instragam aparentemente chorando isso me destruiu fiz uma homenagem para nossa anjinha no meu blog eu sei que o Justin está mal a familia dela está mal eu estou malassi como as beliebers e todos que conheceram sua história estão mais o lado positivo disso tudo é que ela vai parar de sofrer e sentir dores e agora o céu ganhou mais um anjinho.

    ResponderExcluir
  3. aaaaa eu tambem fique mutito Triste né? :/
    Mas pelo menos ela vai Descançar em Paz e poder cuidar do bieber lá em cima ,
    Continuuuua

    ResponderExcluir
  4. ameei o capitulo amor!!
    eu tbm ñ estou mt bem :/
    eu estou muito triste que a nossa princesinha morrreu, eu chorei tanto tanto e ainda to, mas fazer oq né? Deus quis assim.
    E agora ela é a estrelinha mais linda do ceu <3 e sempre vamos lembrar dela como uma pequeninha guerreira que nos ensinou que nunca devemos desistir de nossos sonhos e sempre sera nossa eterna Mrs. Bieber :')

    ResponderExcluir
  5. Tbm to mal :/ Ontem quando recebi a noticia estava na escola e eu lembro que eu não conseguia mais rir de nada, tava doendo sabe? Mas eu sei que se Deus quis assim foi por alguma razão. O Jus postando coisas sobre ela me deu uma dor tão grande, simplesmente pq eu não podia fazer nada... eu me coloco no lugar da família dela e eu sei que eles estão sofrendo mais que todos nós, ela está um bom lugar agr, ela lutou muito, e agr está descansando ao lado de Deus, nossa guerreirinha :') Eterna Mrs. Bieber...

    A Ib tá linda :3333 Sério! As Beliebers se revoltando por causa do namoro deles, nada de anormal! kkkk Amando a IB! Continua logo!! Bjokas @HAVESW4G

    ResponderExcluir
  6. continua
    tbm to muito triste ainda mais vendo com o justin ta

    ResponderExcluir

Eya gatinha, comente e deixe uma baixinha feliz (: